Vereador evangélico propõe criação do Dia do Orgulho Hetero

O projeto tem o apoio de outros vereadores evangélicos e soma 28 votos a favor
Parada Gay
Os 15 anos da Parada do Orgulho LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) de São Paulo foram festejados sob chuva persistente, o que não acontecia desde a última década. No entanto, a garoa não intimidou os participantes mo último domingo 26/06.

A Parada Gay, que reuniu cerca de 4 milhões de pessoas neste domingo em São Paulo.Os 15 anos da Parada do Orgulho LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) de São Paulo foram festejados sob chuva persistente, iniciada por volta das 13h30min com uma valsa.A Parada Gay deste ano foi marcada ainda pelo apoio de grupos historicamente resistentes aos homossexuais.

Com tema voltado à religião (Amai-vos uns aos outros: basta de homofobia), o evento trouxe um trio elétrico com católicos, evangélicos, anglicanos e umbandistas.


 
 

O vereador evangélico Carlos Apolinário (DEM) colocou em votação na Câmara Municipal de São Paulo a criação de uma data para a comemoração do Dia do Orgulho Heterossexual.

O projeto tem o apoio de outros vereadores evangélicos e soma 28 votos a favor. Se for aprovado, a data será celebrada todo o terceiro domingo de dezembro.

Entre os vereadores que são contra está o líder do PT, Ítalo Cardoso que chegou a pedir a suspensão da sessão, ele chegou a dizer que não votaria mais em nada se o projeto não fosse retirado da pauta.

Apolinário briga há três anos para impedir a realização da Parada do Orgulho LGBT que acontece na Avenida Paulista.

Projeto vira tema no Twitter

No Twitter milhares de pessoas começaram a discutir o projeto de Apolinário, a grande maioria postava ofensas e criticava a heterossexualidade como se ela fosse algo a ser “banido” da população.
Quem também se manifestou sobre o projeto foi o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) um dos parlamentares que mais luta pelas causas homossexuais. “Orgulho Hetero é fruto da fé cega, faca amolada,” escreveu o ex-BBB que fez uma postagem em seu blog na Carta Capital dizendo que a Bíblia é um texto literário escrito em época diferente da nossa.

Ainda no Twitter o deputado retransmitiu uma série de frases atacando as igrejas. “Talvez esteja na hora de nos metermos também nos assuntos da igreja, tipo, Tributação em cima das fortunas arrecadas?” Dizia uma das mensagens. “Essa falsa bancada evangélica só quer pro.

Fonte: http://www.regiaonoroeste.com
Via: Missão no Lar

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s